16/10/2020

Exportações do Agro alcançam US$ 77,9 bilhões de janeiro a setembro

Noticía Agricultura
compartilhar

As exportações brasileiras do agronegócio foram de US$ 77,9 bilhões de janeiro a setembro deste ano, alta de 7,5% em relação ao mesmo período do ano passado. As importações totalizaram US$ 9,2 bilhões. Desta forma, o agro obteve um superávit recorde de US$ 68,7 bilhões para o acumulado de nove meses, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que compilou os dados da balança comercial do Ministério da Economia.

Em volume, o país embarcou 172 milhões de toneladas, aumento de 14,8% frente aos primeiros nove meses de 2019. Os principais destaques na pauta de exportações foram: soja em grãos (US$ 27,2 bilhões), carne bovina in natura (US$ 5,4 bilhões), açúcar de cana em bruto (US$ 5 bilhões), celulose (US$ 4,5 bilhões) e farelo de soja (US$ 4,5 bilhões). Estes itens produtos representaram 59,8% dos embarques de produtos do agro brasileiro em 2020.

A China continua como o principal destino das vendas brasileiras, com 36,8% do total (receita de US$ 28,7 bilhões). Em seguida vêm União Europeia (16,2% das exportações e receita US$ 12,6 bilhões), Estados Unidos (6,3% e US$ 4,9 bilhões em valor), Japão (2,3% e US$ 1,8 bilhão) e Coreia do Sul (2,1% e US$ 1,6 bilhão).

Setembro - No desempenho mensal, agro brasileiro exportou US$ 8,6 bilhões em setembro, alta de 4,8% na comparação com setembro de 2019, gerando um saldo comercial de US$ 7,5 bilhões. A quantidade embarcada foi de 20,6 milhões de toneladas, crescimento de 12,7% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Soja em grãos (US$ 1,6 bilhão), milho (US$ 1,1 bilhão), açúcar de cana em bruto (US$ 888,4 milhões), carne bovina in natura (US$ 583,1 milhões) e farelo de soja (US$ 549,9 milhões) foram os produtos mais exportados, respondendo por 55,4% dos embarques totais. A China foi quem mais importou do Brasil, com 27,5% do total em setembro.

Projeto Agro BR – A CNA analisou o comportamento dos produtos que fazem parte do Projeto Agro BR, uma parceria com a Apex Brasil para buscar mercados e estimular as exportações entre pequenos e médios produtos. Foram avaliados: chá, mate e especiarias, frutas, lácteos, pescados e produtos apícolas.

As exportações de lácteos em setembro somaram US$ 6,3 milhões, crescimento de 14,9% na comparação com setembro/2019. No acumulado de nove meses, as vendas externas foram de US$ 53,1 milhões em valor, alta de 24% ante o mesmo período do ano passado, e de 23,2 mil toneladas (elevação de 25,3%), resultado puxado pelo aumento das exportações de leite modificado, creme de leite e leite em pó.

Segundo análise da CNA, houve grande volume de leite em pó embarcado para a Argélia em janeiro, o que impulsionou o incremento de US$ 2,6 milhões nas vendas externas do produto no período acumulado até setembro. O montante total comercializado para o país africano até agora (US$ 3,5 milhões) representou cerca de 90% de todo o leite em pó exportado pelo Brasil em 2020.

Fonte: CNA

NOTÍCIAS RELACIONADAS

65 vinhos israelenses ganham medalhas no Decanter World Wine Awards

De cerveja artesanal a passeio a cavalo, turismo rural no DF tem roteiros para crianças e adultos

AGROBRASÍLIA
Feira Internacional dos Cerrados
agrobrasilia@agrobrasilia.com.br
+55 61 3339-6541
+55 61 3339-6542
+55 61 98478-6676
+55 61 99945-0292

Seja expositor


© Copyright 2019 AgroBrasília Todos os direitos reservados         Design Lucivam Queiroz // Frontend webtoyou // Desenvolvimento Agro3w