20/11/2020

Em assembleia da Asbraer, Emateres debatem projetos e perspectivas para 2021

Noticía Agricultura
compartilhar

A Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer) realizou, nesta quinta-feira (19), a 58ª Assembleia Geral Ordinária. A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, e representantes das Emateres dos 26 estados do país participaram do encontro, que debateu projetos e perspectivas para 2021, além do nivelamento de informações e oportunidades para a Assistência Técnica e Extensão Rural Pública (Ater).  

 

O presidente da Asbraer, Nivaldo Magalhães  abriu a assembleia ressaltando a importância do evento e a participação do presidente da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Ademar Silva, do diretor-técnico do órgão, Wesley Passaglia, e do secretário de Agricultura Familiar do Mapa, Fernando Schwanke.

 

Primeiro a falar, o diretor técnico da Anater abordou projetos em andamento com as Emateres e citou proposta recente voltada para os assentamentos, já em andamento com alguns estados da região Centro-Oeste. “Esses projetos [tocados pela Anater junto às Emateres] são todos de iniciativa do Ministério da Agricultura, onde a Anater é apenas um instrumento de execução”, ressaltou Wesley. 

 

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, afirmou que o Distrito Federal possui cerca de 30 assentamentos e ponderou que os produtores assentados precisam de assistência técnica. “A gente tem tentado incluir produtores de assentamentos em programas como o Pnae, Papa. Nossos assentados precisam de assistência e o Distrito Federal tem todo o interesse de entrar no programa”, disse.

 

Execução em ano de pandemia

Durante a apresentação, o presidente da Anater, Ademar Silva, fez um balanço e ressaltou que, apesar da pandemia, em 2021 foram executado R$ 26 milhões em projetos junto às Emateres, o maior valor já investido desde a existência do órgão, em 2017. 

 

“É a maior execução. A gente praticamente, hoje, não tem pendências grande com nenhuma Emater no Brasil. Isso em um ano que vocês sabem da dificuldade que é ir a campo, da dificuldade que é fazer execução de Ater com uma pandemia pegando a gente em cheio. Foi o ano que a gente mais executou recursos aqui na Anater. Para mim, isso é uma conquista e um sucesso do trabalho de vocês”, destacou Ademar.

 

O secretário de Agricultura Familiar do Mapa respondeu dúvidas, falou sobre os investimentos na agricultura familiar em todo o país, elogiou a atuação das Emateres e ressaltou a importância do envolvimento das entidades de Ater e órgãos públicos de agricultura. “Essa luta é única. A assistência técnica pública é uma só. […] Por isso que é muito importante essa união, esse entendimento e essa luta conjunta com todas as Emateres”.

 

De acordo com a Asbraer, outros temas discutidos na assembleia foram o programa Ater Digital, onde a coordenadora do programa no Mapa, Sílvia Onoyama, tirou as dúvidas das associadas, e o Crédito Fundiário, em que Márcio Ribeiro da Silva, chefe de Divisão da Coordenação Geral de Crédito Fundiário do Mapa, falou sobre a perspectiva para 2021.

Fonte: Emater-DF

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Área central de Brasília poderá ter espaços para a comercialização de produtos da agricultura Familiar

Previsão do tempo pode ser importante aliada do produtor rural

AGROBRASÍLIA
Feira Internacional dos Cerrados
agrobrasilia@agrobrasilia.com.br
+55 61 3339-6541
+55 61 3339-6542
+55 61 98478-6676
+55 61 99945-0292

Seja expositor


© Copyright 2019 AgroBrasília Todos os direitos reservados         Design Lucivam Queiroz // Frontend webtoyou // Desenvolvimento Agro3w