20/11/2020

Em assembleia da Asbraer, Emateres debatem projetos e perspectivas para 2021

Noticía Agricultura
compartilhar

A Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer) realizou, nesta quinta-feira (19), a 58ª Assembleia Geral Ordinária. A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, e representantes das Emateres dos 26 estados do país participaram do encontro, que debateu projetos e perspectivas para 2021, além do nivelamento de informações e oportunidades para a Assistência Técnica e Extensão Rural Pública (Ater).  

 

O presidente da Asbraer, Nivaldo Magalhães  abriu a assembleia ressaltando a importância do evento e a participação do presidente da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Ademar Silva, do diretor-técnico do órgão, Wesley Passaglia, e do secretário de Agricultura Familiar do Mapa, Fernando Schwanke.

 

Primeiro a falar, o diretor técnico da Anater abordou projetos em andamento com as Emateres e citou proposta recente voltada para os assentamentos, já em andamento com alguns estados da região Centro-Oeste. “Esses projetos [tocados pela Anater junto às Emateres] são todos de iniciativa do Ministério da Agricultura, onde a Anater é apenas um instrumento de execução”, ressaltou Wesley. 

 

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, afirmou que o Distrito Federal possui cerca de 30 assentamentos e ponderou que os produtores assentados precisam de assistência técnica. “A gente tem tentado incluir produtores de assentamentos em programas como o Pnae, Papa. Nossos assentados precisam de assistência e o Distrito Federal tem todo o interesse de entrar no programa”, disse.

 

Execução em ano de pandemia

Durante a apresentação, o presidente da Anater, Ademar Silva, fez um balanço e ressaltou que, apesar da pandemia, em 2021 foram executado R$ 26 milhões em projetos junto às Emateres, o maior valor já investido desde a existência do órgão, em 2017. 

 

“É a maior execução. A gente praticamente, hoje, não tem pendências grande com nenhuma Emater no Brasil. Isso em um ano que vocês sabem da dificuldade que é ir a campo, da dificuldade que é fazer execução de Ater com uma pandemia pegando a gente em cheio. Foi o ano que a gente mais executou recursos aqui na Anater. Para mim, isso é uma conquista e um sucesso do trabalho de vocês”, destacou Ademar.

 

O secretário de Agricultura Familiar do Mapa respondeu dúvidas, falou sobre os investimentos na agricultura familiar em todo o país, elogiou a atuação das Emateres e ressaltou a importância do envolvimento das entidades de Ater e órgãos públicos de agricultura. “Essa luta é única. A assistência técnica pública é uma só. […] Por isso que é muito importante essa união, esse entendimento e essa luta conjunta com todas as Emateres”.

 

De acordo com a Asbraer, outros temas discutidos na assembleia foram o programa Ater Digital, onde a coordenadora do programa no Mapa, Sílvia Onoyama, tirou as dúvidas das associadas, e o Crédito Fundiário, em que Márcio Ribeiro da Silva, chefe de Divisão da Coordenação Geral de Crédito Fundiário do Mapa, falou sobre a perspectiva para 2021.

Fonte: Emater-DF

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mapa retoma concessão de licença para venda de raias de água doce

Brasília está entre líderes com maior valor da produção agrícola em 2019

AGROBRASÍLIA
Feira Internacional dos Cerrados
agrobrasilia@agrobrasilia.com.br
+55 61 3339-6541
+55 61 3339-6542
+55 61 98478-6676
+55 61 99945-0292

Seja expositor


© Copyright 2019 AgroBrasília Todos os direitos reservados         Design Lucivam Queiroz // Frontend webtoyou // Desenvolvimento Agro3w