30/09/2020

Comunidade rural de São José recebe ação da Emater-DF até esta sexta-feira

Noticía Agricultura
compartilhar

Gleidiele Inácio Ferreira, 28 anos, foi uma das moradoras atendidas no local

 

Para auxiliar a vida de centenas de famílias que vivem nos núcleos rurais São José e Rio Preto, a Emater-DF está fazendo uma semana de ação focada em cadastros e recadastramentos de famílias em benefícios sociais do governo. Cadastro Único, Bolsa Família, entrada em auxílio-maternidade e dúvidas diversas estão sendo tiradas na estrutura móvel que está na região.

 

Por meio de doação capitaneada pelo escritório da Emater-DF em Rio Preto, também estão sendo repassados enxovais às mulheres grávidas. O evento é realizado em parceria com o Centro de Saúde e o Centro de Ensino Fundamental São José. Um veículo da Emater-DF, com toda a estrutura para atendimento, ficará em frente ao Centro de Saúde, ao lado da escola, até sexta-feira (2/10). A ação está alinhada ao plano estratégico do Governo do Distrito Federal no âmbito social.

 

Veículo da Emater-DF usado no atendimento volante de comunidades rurais

 

Para o gerente da Emater-DF na região, Eduardo Damásio, a ação busca levar dignidade aos moradores, que muitas vezes não têm acesso aos programas por falta de meios tecnológicos. “Esse é nosso trabalho de extensão rural. A gente não só ajuda a produzir e comercializar com assistência técnica, mas também damos auxílio no âmbito social”, disse.

 

Agente de saúde no Posto São José, Marilene Felix Gomes explicou que a distância da cidade, a dificuldade de deslocamento e a situação de vulnerabilidade social das pessoas são fatores que acabam dificultando o acesso aos benefícios. “Esse tipo de trabalho representa muito para as famílias que moram aqui. Eles procuram muito a gente com diversas dificuldades. O Bolsa Família, por mais que seja pouco é um pouco que ajuda muito”, disse.

 

A extensionista rural da Emater-DF Regina Lima, que atua na região, ressalta a parceria com o Posto de Saúde, o CEF São José e também com a comunidade. “As famílias aqui são muito carentes e precisam dessa inclusão social. O bom é que todos se envolvem. Este ano, como não pudemos fazer a feira do troca [projeto “Mãos que Doam, Mãos que Recebem”], doamos as roupas arrecadadas para o posto de saúde repassar às famílias.”

 

Engajada na causa, Regina e Marilene conseguiram doações de enxovais infantis para a comunidade

 

Por meio do projeto social desenvolvido pelo escritório da Emater-DF no núcleo rural Rio Preto, batizado de “Mãos que Doam, Mãos que Recebem”, moradores carentes podem trocar roupas, utensílios domésticos e produtos diversos usados no dia a dia por outros arrecadados pela empresa e expostos para doação. Este ano, devido à pandemia, o projeto não foi realizado.

 

Com dois filhos e desempregada, Gleidiele Inácio Ferreira, 28 anos, foi uma das atendidas na ação. “Aqui não tem ônibus, tem muita gente que não tem como sair daqui para ir na cidade. Quando tem esse tipo de ação, a gente aproveita para tentar resolver as coisas ou pelo menos buscar conhecimento para saber como resolver. Isso é um amparo muito bom”, destacou.

 

Eduardo Damásio, gerente da Emater no Rio Preto, Regina Lima, extensionista, e Marilene Felix, agente do Posto de Saúde.

FONTE: EMATER-DF

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicada relação de produtos da agricultura familiar com bônus em setembro

Secretaria analisa benefícios da água magnetizada

AGROBRASÍLIA
Feira Internacional dos Cerrados
agrobrasilia@agrobrasilia.com.br
+55 61 3339-6541
+55 61 3339-6542
+55 61 98478-6676
+55 61 99945-0292

Seja expositor


© Copyright 2019 AgroBrasília Todos os direitos reservados         Design Lucivam Queiroz // Frontend webtoyou // Desenvolvimento Agro3w