08/04/2022

AgroBrasília é vitrine e impulso para o agro no Planalto Central.

Noticía Agricultura
compartilhar

Além de espaço para negócios, a AgroBrasília, retoma seu formato presencial sem abandonar o digital, uma vitrine da agricultura do Planalto Central, o celeiro do Brasil.

 

Por Dâmares Vaz

 

A Feira ocorre de 17 a 21 de maio, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF, uma das maiores regiões rurais do Distrito Federal, a cerca de 70 km de Brasília. Tendo como área de abrangência o Centro-Oeste, Minas Gerais e alguns outros estados, a AgroBrasília segue com seu objetivo de levar ao campo as tecnologias, os sistemas e os processos mais modernos do mercado.

 

Altos índices de produtividade, maiores que a média nacional, e uso intensivo de tecnologia são alguns dos fatores que explicam como o Planalto Central alcançou a posição que ocupa no agro hoje. Os estados do Centro-Oeste e Minas Gerais possuem cerca de 35 milhões de hectares de soja, milho, feijão, arroz, trigo, algodão. Além do cultivo de grãos, existem plantios de verduras, frutas, flores, a maior área irrigada da América do Sul (mais de 250 mil ha sob pivô central), e rebanhos suínos, de aves, ovinos, caprinos.

 

Em cada hectare desse polo são colhidos cerca de 4,3 mil quilos, o que configura a maior produtividade do País. A produção total deve ser de aproximadamente 150 milhões de toneladas, o equivalente a 55% do total da safra do País em 2021/2022, estimada entre 260 e 265 milhões de toneladas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O crescimento previsto pode ser de até 4% em relação à safra total de 2020/2021.

 

Mesmo dentro dessa região tão destacada, o Distrito Federal consegue se sobressair pela ainda mais alta produtividade. A área de plantio é de quase 165 mil hectares, pouco diferente da que havia na safra 2020/2021. No entanto, a produtividade aumentou nesta safra 2021/2022, alcançando quase 4,8 mil kg/ha, a segunda maior do Brasil. O total da colheita deve ficar entre 800 e 900 mil toneladas, o que representa crescimento, tendo em vista que a safra 2020/2021 ficou em torno de 700 mil toneladas.

 

Além de vitrine, a Feira é impulso para o agro. Para o seu presidente, Ronaldo Triacca, a AgroBrasília contribuiu para o desenvolvimento da região, ao prover a pequenos e médios produtores o acesso a mais tecnologias. “Esses agricultores não frequentavam as feiras mais tradicionais. Assim, agregar esses segmentos resultou em ganhos tecnológicos, de conhecimento, e sociais, que podem ser aferidos na maior produtividade das propriedades de todo o Planalto Central, maior renda para o produtor, incremento na gestão das empresas rurais, maior empreendedorismo. Estamos em uma região muito forte, que é reflexo também da Feira”, avalia.

 

A AgroBrasília é realizada com apoio da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri-DF), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) e da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Municípios com alta produção agrícola impactam PIB local, mostra estudo do Mapa

Boas Práticas de Fabricação na Agroindústria: inscrições para o curso se encerram nesta quinta-feira

AGROBRASÍLIA
Feira Internacional dos Cerrados
agrobrasilia@agrobrasilia.com.br
+55 61 3339-6541
+55 61 3339-6542
+55 61 98478-6676
+55 61 99945-0292

Seja expositor


© Copyright 2019 AgroBrasília Todos os direitos reservados         Design Lucivam Queiroz // Frontend webtoyou // Desenvolvimento Agro3w