Coordenador da AgroBrasília destaca a importância do Dia Internacional da Agricultura

Praticada há mais de 10.000 anos, a agricultura tem contribuído ao longo do tempo para a evolução do homem. O aumento da área cultivada, a introdução de novas técnicas agrícolas e o incentivo às pesquisas e ao desenvolvimento do setor levaram ao aumento da produtividade e da produção de alimentos em todo o mundo e fizeram com que a agricultura seja um dos setores mais importantes do ponto de vista socioeconômico.

O coordenador-geral da AgroBrasília, Ronaldo Triacca, por ocasião do Dia Internacional da Agricultura, 20 de março, destacou a importância do setor para a economia do País. “A agricultura é um dos grandes pilares do país, é um setor que anda sozinho, e foi o que sustentou a balança comercial nesses últimos anos de crise”, afirmou.

Triacca ressaltou o papel da agricultura para a região. “A região do Planalto Central também faz a sua parte, sendo uma das mais diversificadas do mundo em nível de atividades agropecuárias, com as maiores médias de produtividade do País, com produtores capitalizados e que trabalham sempre na fronteira tecnológica. A AgroBrasília nada mais é do que o reflexo dessa pujança, dessa região fantástica que é o Planalto Central. Claro, desde a criação da Feira, houve uma quebra de paradigma, e o salto tecnológico desde então é impressionante, fazendo com que a região do Planalto Central seja ainda mais forte e importante para o agronegócio brasileiro”, finalizou.

A região do Distrito Federal, onde será realizada a Feira Internacional do Cerrado, registra altos índices de produtividade agrícola, índices estes que crescem a cada ano, se destacando também na produção de grãos, na pecuária, avicultura e suinocultura.

Comparativo de área, produtividade e produção de grãos no Centro-Oeste – Produtos selecionados*

Área (em mil ha)

            Produtividade (em kg/ha)

Produção (em mil t.)

 

2017/2018

2018/2019**

2017/2018

2018/2019**

2017/2018

2018/2019**

MT

15.343

15.690

4.022

4.039

61.714

63.367

MS

4.545

4.695

3.608

3.895

16.411

18.286

GO

5.307

5.437

4.006

4.123

21.257

22.418

DF

161

160

4.897

5.111

790

818

* Caroço de algodão, amendoim (1ª e 2ª safras), arroz, aveia, centeio, cevada, feijão (1ª, 2ª e 3ª safras), girassol, mamona, milho (1ª e 2ª safras), soja, sorgo, trigo e triticale.
** Estimativa janeiro/2019.
Fonte: Conab