09/12/2020

Zarc para arroz tropical irrigado traz nova perspectiva para o seguro agrícola

A novidade é a possibilidade estimar a produtividade do cereal em diferentes regiões do Brasil
Noticía Agricultura
compartilhar

Foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira (09) as portarias de Nº 374 a 398, com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2020/2021, para o cultivo do arroz tropical irrigado por inundação, que foi atualizado e traz como novidade a possibilidade estimar a produtividade do cereal em diferentes regiões do Brasil.    

A versão anterior do Zarc levava em consideração temperatura do solo, temperatura mínima do ar e radiação solar durante as fases críticas da planta e dados médios de produtividade obtidos em experimentos de campo para estabelecer os períodos de semeadura. Já a versão atual do Zarc adiciona a essas informações o estabelecimento de níveis de risco, a partir da simulação de produtividade. Isso permite classificar os níveis de risco das lavouras em 20% (80% de sucesso), 30% (70% de sucesso) e 40% (60% de sucesso). 

Essa novidade do Zarc acrescenta a possibilidade de, futuramente, realizar o seguro agrícola em função da possível renda do produtor, em vez do modelo atual que garante a cobertura apenas do crédito adquirido para o estabelecimento das lavouras.

“Se o produtor perdeu por questão climática, pode solicitar a cobertura. Só que os seguros hoje cobrem mais o financiamento do que a renda. Mas, se o produtor perder, não perde apenas a parte financiada da lavoura. Então, para assegurar a renda, é necessário se trabalhar com níveis de risco e de produtividade”, explica o pesquisador da Embrapa Alexandre Bryan Heinemann, um dos coordenadores desse trabalho. 

É justamente a introdução de projeção de perda de renda, devido a questões climáticas, a novidade que foi inserida no zoneamento. O Zarc do arroz tropical irrigado por inundação possui abrangência de mais de 20 estados, indo do norte do Paraná a Roraima. 

Zarc 

Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao prêmio do Seguro Rural (PSR). Muitos agentes financeiros só permitem o acesso ao crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas portarias de zoneamento.

Ouça o áudio do Mapacast que explica o funcionamento e a importância do Zarc

Aplicativo Plantio Certo

Produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar através de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, facilitando a orientação quanto aos programas de política agrícola do governo federal. O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo, desenvolvido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas/SP), está disponível nas lojas de aplicativos: iOS Android 

Os resultados do Zarc também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma “Painel de Indicação de Riscos” 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Extensionistas da Emater participam de curso da Sedes para atendimento rural do CadÚnico

Inova AgroBrasília, desafio de inovação, traz mais uma novidade: a mascote agora tem nome

AGROBRASÍLIA
Feira Internacional dos Cerrados
agrobrasilia@agrobrasilia.com.br
+55 61 3339-6541
+55 61 3339-6542
+55 61 98478-6676
+55 61 99945-0292

Seja expositor


A novidade é a possibilidade estimar a produtividade do cereal em diferentes regiões do Brasil
© Copyright 2019 AgroBrasília Todos os direitos reservados         Design Lucivam Queiroz // Frontend webtoyou // Desenvolvimento Agro3w