ptenes

 Baixe o aplicativo da AgroBrasília:

 

EVAF irá explorar questão da Preservação e Recuperação das Águas e Solos

Tema recursos hídricos é um dos principais temas da AgroBrasília. Em 2017, EVAF terá 14 circuitos

A agricultura familiar é uma atividade importante para o setor agropecuário brasileiro, tornando-se a oportunidade para pequenos produtores obterem visibilidade e sustento por meio de sua produção. 

É pensando na importância desses produtores que a AgroBrasília, realizada pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), mantém, com o apoio do Sistema de Agricultura do DF, por meio da Emater, Seagri e Ceasa, o Espaço de Valorização da Agricultura Familiar (EVAF).

 No espaço, são apresentadas tecnologias testadas e voltadas para a agricultura familiar. O EVAF possibilita ao produtor e a sua família apreciarem e conhecerem tecnologias disponíveis, de acordo a necessidade e curiosidade, a depender de sua atividade.

O EVAF se caracteriza como uma grande oportunidade para os pequenos produtores e para o agricultor familiar mostrar seu trabalho, suas técnicas, atividades e produtos. Neste ano, o Espaço de Valorização da Agricultura Familiar está desenvolvendo, dentro do tema inovações tecnológicas, ações voltadas à Preservação e Recuperação das Águas e Solos, assunto que será debatido e abordado durante os cinco dias de evento. 

Segundo Névio Guimarães, coordenador do EVAF, a escolha do assunto se deu por conta do momento de crise hídrica: “buscamos sempre temas com focos atuais e inovadores, que visam solucionar ou minimizar diversas situações nas atividades rurais. A fim de que sejam realizadas, com eficiência, demonstrações e apresentações de inovações tecnológicas, são firmadas, anualmente, parcerias com diversos órgãos públicos e privados para concretização do evento”, concluiu. 

As ações dos circuitos do EVAF, neste ano, serão voltadas à preservação de água, tema que impacta diretamente a vida dos produtores rurais: “houve um esforço muito grande das equipes em desenvolver ações e situações em que podemos preservar e recuperar nossas águas e nossos solos”, pontua Névio. 

A AgroBrasília 2017 apresentará aos seus visitantes, no EVAF, 14 circuitos, subdivididos nas seguintes áreas: 

1. Agroecologia - Plantio direto de hortaliças; Manejo e controle de irrigação com uso do Irrigas; Consórcio de hortaliças com árvores frutíferas.

2. Apicultura - Alternativas para transporte de abelhas; Cavaletes para caixas com abelhas; alternativas de controle de formigas.

3. Avicultura - Alimentação alternativa na criação de aves; Pastejo rotacionado; Captação de água de chuva na criação de aves.

4. Bovinocultura - Prevenção de erosão e de assoreamento de cursos d’água; Técnicas para garantias de forragens para períodos de entressafra; Manejo de irrigação nas pastagens.

5. Inovações Tecnológicas - Sistemas de bombeamento de água de poços profundos utilizando energia solar (Fotovoltaica); Alternativas de iluminação para residências e galpões através da energia solar.

6. Floricultura - Uso de tecnologias de cobertura morta para redução de uso da água; Jardim árido - baixo uso de água; Ecoeficiência de reuso de águas para irrigações.

7. Fruticultura- Sistemas de conduções da pitaya - planta de baixo consumo de água; Policultivo na fruticultura.

8. Legislação Ambiental - Maquete ambiental; Revegetação de área degradada; Diversos usos de forma sustentável das águas.

9. Máquinas Agrícolas - Máquinas e implementos agrícolas para agricultura familiar.

10. Horticultura - Captação de águas para utilização nas irrigações; Manejo de irrigação com uso de tensiômetro e irrigás; Hidroponia e semi hidroponia.

11. Organizações sociais - Oficinas de alimentação; Mostra e comercialização de produtos da área rural; Economia e reuso das águas nas Agroindústrias.

12. Crédito Rural - Programa Empreender e Inovar; Linhas de crédito rural.

13. Piscicultura - Dimensionamento de tanques e viveiros com base na disponibilidade de água; Tratamento de efluentes; Defumação de peixes.

14. Saneamento Ambiental - Fossa de evapotranspiração.

 

Serviço

AgroBrasília 2017

Quando: 16 a 20 de maio, de 8h30 às 18 horas

Onde: Parque Ivaldo Cenci, PAD-DF, BR-251, Km 5, Brasília-DF, sentido Brasília-Unaí (MG)

 

Informações para a imprensa

Vincere Consultoria e Editora

Adriana Raje - (61) 3039-1258

Isabella Cantarino - (61) 98532-1327 - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Lydia Costa – (61) 98432-1328

 

Site: www.agrobrasilia.com.br

Facebook: www.facebook.com/Agrobrasilia

Baixe o aplicativo nas lojas APP Store e Play Store

Uso e conservação de água é tema da AgroBrasília 2017

Os recursos hídricos são as maiores riquezas da humanidade e, nos dias de hoje, é tema frequente nos noticiários brasileiros. Diante dos problemas no abastecimento de água enfrentada em diversas localidades do Brasil, o Distrito Federal está passando por uma crise sem precedentes. 

Deste modo, conservação e economia são as melhores opções para enfrentar este período. De olho na importância do assunto, a AgroBrasília traz como um dos temas centrais da Feira, o debate acerca da conscientização e melhor utilização dos recursos hídricos.

Os órgãos que auxiliam os produtores rurais no tocante à preservação de água têm trabalhado para que haja uma maior conscientização por parte dos agricultores na hora de realizar o trabalho no campo. 

De acordo com Marconi Borges, gerente da Emater no PAD-DF, o órgão está fazendo um trabalho em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural no sentido de fazer com que os produtores mudem o sistema de irrigação para gotejamento, o que significa uma economia de, aproximadamente, 2/3 da água. 

“O que nós temos trabalhado na agricultura, de maneira geral, são aspectos relacionados à reservação de água, para aumentar a capacidade de solo em absorver a água, sem deixar que desperdice e vá direto para o córrego”, conta Marconi.

Preservar é a melhor escolha

Dileta Cossa é produtora e sabe da importância do recurso hídrico. Dileta, que é aposentada, cuida com carinho de uma nascente próxima a sua propriedade. “Nós não tivemos crise de água aqui, a água não secou. O único córrego que continua o mesmo é o nosso, porque está sendo preservado. Estamos aqui há 40 anos e eu vejo córregos morrendo, secando, porque não estão sendo preservados” diz.

Para Dileta, preservar é o melhor caminho: “É muito importante a preservação porque as chuvas estão diminuindo, as nascentes estão secando; não dá para ficar de braços cruzados, tem que agir. Porque, se você cuidar, a nascente não seca, e, se você deixar secar, a água não volta mais. Tem que preservar, preservar cada vez mais”, pontua. 

AgroBrasília 2017

“A AgroBrasília é sempre palco de discussões dos gargalos, dos fomentos e do que está por vir no agronegócio brasileiro, então, decidimos escolher os recursos hídricos como assunto principal da Feira neste ano, justamente porque é o que mais tem importância para o produtor rural hoje. Sem a água, a nossa região se enfraquece muito”, diz Ronaldo Triacca, coordenador geral da AgroBrasília.

Segundo Triacca, o debate que envolve esse tema é de suma importância: “teremos a participação de diversos órgãos reguladores e ambientais participando do evento e palestrantes especialistas no assunto. Será um evento muito importante e de grande porte”, diz.

 

 

AgroBrasília 2017: dez anos de vitrine tecnológica

De 16 a 20 de maio, tem lugar no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF, a décima edição da AgroBrasília. A Feira completa uma década consolidando-se no papel de levar ao produtor as melhores tecnologias voltadas ao setor agropecuário – máquinas, implementos agrícolas, insumos, pesquisas em genética animal e vegetal, agricultura familiar, e mais. O evento se fortalece também como espaço de negócios.

Realizada pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), este ano com o tema Transmitir conhecimento garante inovação, a Feira traz, como contribuição à sustentabilidade do setor, o tema da sucessão rural, além de grande seminário internacional sobre recursos hídricos. Mantém assim seu papel de levar tecnologia ao campo, visando ao presente e ao futuro.

“A organização está empenhada em manter o caráter tecnológico da AgroBrasília, trazendo ao produtor o que há de mais moderno em máquinas, insumos e sementes, por exemplo. E este é o perfil do agricultor brasileiro, sempre investir no que pode para aperfeiçoar sua produção”, afirma o presidente da Coopa-DF, Leomar Cenci.

Alta produtividade e diversidade de culturas

A AgroBrasília é a vitrine de uma região que se destaca pelos altos índices de produção e produtividade, pela diversidade de culturas e pelo dinamismo. De acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na safra 2016/2017 o Centro-Oeste deverá produzir 90,6 milhões de toneladas de grãos, de um total de 213 milhões de toneladas projetadas. E grande parte dos bons resultados provém justamente da consciência e ousadia do produtor em investir em tecnologia.

Na última edição da Feira, em maio de 2016, cerca de 80 mil pessoas passaram pelo Parque Ivaldo Cenci. O volume de negócios chegou a R$ 600 milhões, com um total de 422 expositores.

Serviço

AgroBrasília 2017

Quando: 16 a 20 de maio, de 8h30 às 18 horas

Onde: Parque Ivaldo Cenci, PAD-DF, BR-251, Km 5, Brasília-DF, sentido Brasília-Unaí (MG)

Informações para a imprensa

Vincere Consultoria e Editora

Adriana Raje - (61) 3039-1258

Isabella Cantarino - (61) 98532-1327 - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Lydia Costa – (61) 98432-1328

Site: www.agrobrasilia.com.br

Facebook: www.facebook.com/Agrobrasilia

 

Baixe o aplicativo nas lojas APP store ePlay store

Dia de Campo da Competição de Cultivares reúne 450 pessoas no PAD-DF

Cerca de 450 pessoas estiveram presentes no Dia de Campo da Competição de Cultivares da AgroBrasília 2017. Realizado pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal  (Coopa-DF) em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), o Dia de Campo foi um sucesso e superou as expectativas da organização. O evento contou com a participação de 13 empresas e um total de 64 cultivares, sendo 50 cultivares de soja IPRO e 14 cultivares de soja RR. A competição é a oportunidade para produtores rurais conhecerem as cultivares disponíveis no mercado e, ainda, auxiliam na tomada de decisões para o plantio da próxima safra. 

A Competição de Cultivares conta com um fator positivo que comprovam sua imparcialidade quanto ao material plantado, uma vez que recebem o mesmo manejo e tratamento realizado pela equipe técnica da AgroBrasília. Segundo Carlos Vítor Silva, Coordenador da Competição de Cultivares, “o evento dá a oportunidade de mostrar para os produtores cultivares plantadas na mesma data, com a mesma adubação e com os mesmos traços culturais. São as mesmas produções para todas as cultivares”, conta. 

Neste ano, o evento contou com novidades, além da isenção de custos para os participantes, as empresas que não estão inseridas na AgroBrasília puderam participar do evento e apresentar seus materiais: “se estamos procurando materiais melhores, precisamos dar oportunidade a todas as empresas que produzem sementes a participarem do evento”, explica Marconi Borges, gerente da Emater no PAD-DF. 

Segundo Marconi, o clima instável e a falta de chuvas afetaram as cultivares. Apesar do grande volume de chuvas em dezembro, após o fim do mês até o dia 15 de janeiro houve o chamado veranico, uma estiagem que prejudicou a potencialidade de produção das plantas, mas, mesmo assim, ainda será uma safra melhor que a safra dos outros anos. 

As cultivares plantadas são de alto teor produtivo. Guido Amadeu Kist, produtor da região de Tabatinga, em Planaltina (DF), considera o Dia de Campo como uma oportunidade de conhecer os melhores materiais do mercado: “Eu venho todo ano para escolher uma variedade para dar subsequência ao meu plantio. Para minha plantação, eu preciso de uma cultivar diferenciada e as que têm aqui são de ótima qualidade. Foi um Dia de Campo muito produtivo”, pontua Guido. 

O Dia de Campo da Competição de Cultivares é uma oportunidade para as empresas apresentarem seus materiais e, além disso, dão maior liberdade para o produtor na hora de decidir o que será plantado. Os resultados dos materiais expostos no Dia de Campo serão divulgados durante a AgroBrasília 2017, realizada entre os dias 16 a 20 de maio, no PAD-DF.

Dia de Campo

A AgroBrasília, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), realiza, no dia 17 de fevereiro, o Dia de Campo da Competição de Cultivares. O evento é uma mostra prévia dos resultados da Competição de Cultivares, cujos números finais serão divulgados no início da AgroBrasília 2017.

O plantio das cultivares é feito no início de novembro. Elas recebem os mesmos cuidados em relação à adubação e à aplicação de herbicidas, garantindo condições isonômicas ao seu desenvolvimento.

Participam 16 empresas, com 50 cultivares de soja IPRO e 14 cultivares de soja RR – a soja IPRO é tolerante ao herbicida glifosato e apresenta capacidade de controle das principais lagartas que atacam a cultura da soja; já a soja RR, ao herbicida Glifosato.

Esta edição da competição traz ainda como novidade a ausência de custos para os participantes, o que propiciou um número maior de cultivares sendo testadas. Na avaliação do coordenador do evento, Carlos Vitor Silva, a mudança beneficia principalmente o produtor da região. “Com mais empresas e cultivares participando, aumentam o leque de cultivares para escolha e a possibilidade de maior produtividade das lavouras”, completa Silva.

Detalhes técnicos
As empresas participantes são: Sementes WB, Sementes Boa Safra, Agrorosso, Sementes Guaiá, Nidera, Coodetec, SoyTech/Bayer, Limagrain, Morgan/Dow AgroSciences, Coopadap, Syngenta, Agroeste, Dois Marcos/Agrícola Wehrmann, Fava Sementes, Embrapa e Pioneer.

Serviço

Dia de Campo da Competição de Cultivares
Quando: 17 de fevereiro, a partir das 8h30
Onde: Fazenda Triacca, BR 251, Km 7, PAD-DF – Brasília (DF). Referência: em frente à sede da Coopa-DF.
Mais informações: (61) 3039-1258
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Revista Oficial

Jornal Oficial

Patrocínio

 

Patrocinador Master