AgroBrasília 2010

O ano de 2010 foi decisivo para a consolidação da AgroBrasília no cenário nacional de feiras de tecnologias agrícolas e negócios, bem como para o fortalecimento e o crescimento do evento e o aumento da sua visibilidade internacional. Parcerias com o governo garantiram um aumento significativo nas ações paralelas realizadas dentro do Parque Tecnológico Ivaldo Cenci e o consequente interesse do público.

 

Ministérios, empresas públicas, secretarias de governos, prefeituras, cooperativas e entidades de classe participaram ativamente da Feira.


Os números comprovam o sucesso. O evento reuniu 290 expositores, atraiu mais de 50 mil pessoas e movimentou quase R$ 130 milhões. A Feira ganhou mais um dia de realização, totalizando cinco, e teve a sua área aumentada para 500 mil m².

 

A AgroBrasília 2010 foi realizada entre os dias 11 e 15 de maio e teve vários destaques. O Espaço de Valorização da Agricultura Familiar foi consolidado. Reuniu mais de 15 mil pessoas que puderam participar de cursos e palestras técnicas, visitar exposições de máquinas e expor seus produtos. O Programa Mais Alimentos, do Governo Federal, proporcionou a muitos pequenos agricultores realizarem negócios.


Os novos lançamentos que as empresas de máquinas trouxeram atraíram o interesse dos visitantes, fundamental para o incremento das vendas. A organização criou um espaço destinado à pecuária e incrementou a visibilidade para empresas de máquinas pesadas.

 

As competições de cultivares – milho, soja e sorgo – ganharam ainda mais importância. Mais empresas participaram e mais variedades foram plantadas. A divulgação dos resultados norteou os agricultores na decisão de compra dos cultivares para a safra, aquecendo esse mercado. Esses ensaios estimulam as empresas a desenvolver produtos cada vez mais adequados à região.

 

A AgroBrasília recebeu visitas de autoridades nacionais e internacionais, especialistas e pesquisadores do agronegócio, consolidando o título de vitrine tecnológica do Brasil para o mundo. Destaque para a participação de uma comitiva de 53 ministros da agricultura de países africanos. Eles conferiram as práticas agrícolas de sucesso utilizadas pelos brasileiros e confirmaram o potencial da Feira para transferência de tecnologia para o mundo.