AgroBrasília 2009

Em apenas um ano, a AgroBrasília cresceu expressivamente. Além de ter um dia a mais de realização e de o Parque Tecnológico Ivaldo Cenci ganhar mais oito hectares na área total, os números do evento impressionaram. O volume de negócios aumentou quase 70% e atingiu a marca de R$ 83,6 milhões. Foram 25 mil visitantes, mais do que o dobro da primeira edição, e 195 expositores.

 

O crescimento da área, a melhoria nas instalações de infraestrutura do lugar e a qualidade das atrações garantiram a satisfação unânime dos participantes da AgroBrasília 2009, realizada entre os dias 15 e 18 de abril, principalmente em relação à organização.

 

Diversas palestras orientaram os produtores da região sobre variados temas: trigo, manejo de solo para cultivo de grãos, endividamento rural, confinamento de gado de corte, além do seminário sobre meio ambiente, reserva legal, reflorestamento e práticas sustentáveis de produção e da área de integração Lavoura-Pecuária-Floresta.

 

Em 2009, a Feira também começou a ganhar características internacionais. A AgroBrasília recebeu embaixadores e comitivas estrangeiras de vários países interessados em levar a tecnologia brasileira e fazer negócios. A versatilidade e a força do evento estavam à mostra.

 

Nesse ano, foi realizado o I Seminário Internacional sobre o Milho, que contou com a presença de representantes dos países mais importantes e influentes no cultivo do grão. Palestrantes do Brasil, Estados Unidos e Argentina debateram a importância do milho para o agronegócio, as perspectivas do mercado internacional do produto e estudos sobre produção e consumo do alimento.

 

Para complementar o evento, foi criada a competição de sementes de milho, com a participação de 13 empresas. O ensaio visava descobrir o desempenho de cada cultivar. A competição ganhou força e se tornou um diferencial da AgroBrasília nos anos subsequentes.