Sicoob entrega cartão BNDES Agro a cooperado durante a AgroBrasília

O cartão beneficia produtores rurais em suas atividades

WhatsApp Image 2018 05 19 at 19.45.39

Isabella Cantarino

Durante a 11ª AgroBrasília, o Sicoob entregou ao cooperado e produtor rural Cleson Schneider, de Brasília, o cartão BNDES Agro. A entrega simbólica do cartão, que é virtual, fez a alegria do associado, que agora poderá investir em sua produção com mais agilidade. “O cartão facilita nossa compra. Por exemplo, se eu estiver precisando de algum produto emergencial, a compra já está pré-aprovada, o que agiliza nosso trabalho”, disse.

Segundo Schneider, o cartão beneficiará seu serviço: “agora poderei investir em insumos, equipamentos e na manutenção da lavoura de modo geral”, disse.

Com o crédito pré-aprovado, sem burocracia, o cartão BNDES Sicoob Agro facilita os investimentos para o produtor rural. Com o diferencial de possuir uma das menores taxas de juros do mercado, o BNDES Agro é, até o momento, uma exclusividade do Sistema Sicoob: “Nós estamos muito felizes por oferecermos essa nova ferramenta, fruto da tecnologia, dos avanços e também do avanço do nosso Sistema, que tem uma parceria com o BNDES e, por isso, foi possível conquistar esse cartão, que é único no país”, avaliou Antonio Mazurek, presidente do Sicoob Brasília.

E, ainda de acordo com o presidente, para adquirir seu cartão é muito fácil: basta ser produtor rural, cooperado do Sicoob, cadastrado em sua plataforma. “Nossa instituição vai trabalhar arduamente no sentido de oferecer esse cartão a muitas pessoas, porque o crédito, eu diria, é a antecipação do futuro. Sem crédito, fica muito difícil. E essa modalidade é muito prática, disponível a qualquer momento para o detentor do cartão”, finaliza.

Produtores têm até 30 de maio para aderir ao Funrural

Produtores rurais terão um prazo maior para aderir ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR), conhecido como Refis Rural. O novo prazo foi anunciado pelo presidente da República Michel Temer na Medida Provisória nº 828 de 27 de abril de 2018. A adesão ao PRR ocorrerá por meio de requerimento a ser efetuado até 30 de maio de 2018 e abrangerá os débitos indicados pelo sujeito passivo, na condição de contribuinte ou de sub-rogado.

A prorrogação vinha sendo solicitada pela bancada ruralista do Congresso Nacional. A intenção é aguardar o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre os embargos declaratórios sobre a decisão da corte que considerou constitucional a cobrança. O objetivo, de acordo com o vice-presidente de finanças da CNA e presidente da FAESC, José Zeferino Pedrozo, é oportunizar maior segurança jurídica ao produtor na regularização de sua situação.

Texto aprovado pelo Congresso em dezembro de 2017, informa que podem ser quitados débitos vencidos até o dia 30 de agosto de 2017. O produtor que aderir pagará 2,5% da dívida em até duas parcelas iguais, mensais e sucessivas. O restante do valor poderá ser parcelado em até 176 vezes com desconto nos juros. O governo calcula que há entre R$ 8 bilhões e R$ 10 bilhões em pagamento atrasado ao Funrural.

Fonte: MB Comunicação

Estandes de máquinas agrícolas são destaque na AgroBrasília 2018

Linha maquinaria vai do pequeno ao grande produtor rural

massey.jpeg

Quem conhece a Feira internacional dos Cerrados sabe a variedade de estandes voltados para a categoria de máquinas agrícolas que a Feira oferece. Com a 11ª edição do evento chegando ao fim, as novas tecnologias do campo foram por mais um ano, o grande destaque da AgroBrasília.

Com tratores de pequeno, médio, e grande porte, além de pulverizadores, plataformas, plantadoras, dosadores, colheitadeiras entre outros equipamentos, dois dos estandes mais visitados são os da John Deere e a Massey Ferguson.

Adilson Alves dos Santos é operador agrícola de grande porte, e veio de Unaí-MG para prestigiar à Feira. “Esse é o 1º dia de AgroBrasília 2018 que pude visitar. Esse ano está bem diferente, com muitas novidades. Pretendo ir em vários estandes de máquinas, principalmente na John Deere e na New Holland”, comentou.

A marca John Deere é uma marca que está no mercado desde 1837, e nesta edição da Feira, está representada pela Maqcampo. Com pouco mais de 20 anos no Brasil, é uma empresa considerada jovem, mas é líder mundial no fornecimento de serviços e produtos avançados e está comprometida com o sucesso dos clientes, que cultivam, colhem, transformam e enriquecem a terra para enfrentar a crescente demanda mundial por alimentos, combustíveis, habitação e infraestrutura.

Para José Augusto Araújo, diretor executivo Maqcampo, a Feira é uma oportunidade que vai além dos negócios.

“A John Deere é uma marca com 180 anos de mercado, e o nosso objetivo é abranger nossos produtos para todo o agricultor, do pequeno ao grande produtor. Talvez, a nossa marca é pouco percebida por um público de agricultura familiar, pois acabam achando que não somos acessíveis. Queremos mostrar na AgroBrasília que a nossa linha atende todos os públicos”, destacou.

A Maqcampo também conseguiu alinhar à John Deere ao tema principal da Feira, com uma abordagem focada no "Agro Digital", destacando como a integração da tecnologia com o trabalho do campo otimiza processos de produção e aumenta a rentabilidade do produtor através de cursos no centro de operações, lançado recentemente pela companhia e que foi destaque na AgroBrasília.

“Com o curso é possível que os visitantes conheçam nosso produto, seja operadores, potenciais compradores, de pequenas e grandes fazendas. Esse é um grande sinal que atingimos nosso objetivo. Esse é um espaço que simula todas as estações da cadeia produtiva: solo, plantio, pulverização, operação. Chamamos de Agronomy Day, um dia que o produtor pode conhecer o nosso portfólio de produtos e serviços. Queremos que nossas máquinas conversem conosco, para auxiliar o produtor rural a se precaver e trabalhar com precisão e previsão”, acrescentou José Augusto Araújo.

Com essa solução tecnológica, agora o produtor pode gerenciar informações agronômicas, de máquina e produção em tempo real, à distância. A plataforma de gerenciamento de dados permite o cruzamento de dados obtidos pelas máquinas durante o plantio e, a partir das informações levantadas, pode identificar oportunidades de redução de custos, de otimização da operação, zonas de manejo, dentre outros benefícios, e tudo de forma segura. 

WhatsApp Image 2018-05-19 at 17.42.29.jpeg

Os estandes maquinários na AgroBrasília deste ano tem agradado aos visitantes. Caio Alves é estudante de agronomia, e veio de Goianápolis, para conhecer à Feira.

“É a 1º vez que venho e estou gostando. Tudo é muito bacana, bonito, bem desenvolvido. Essa ideia de deixar o evento até sábado, foi bom para mim, pois estudo a noite e moro longe, o que dificulta. E neste ano pude conhecer, e foi bem legal ver as novidades. Está sendo uma oportunidade única, pois estou vendo máquinas pessoalmente, que até então só tinha visto por foto”, comemorou.

Já Dênis Duarte, é do ramo de criação de cavalos da raça Mangalarga Marchador e Puro Sangue Inglês, além de trabalhar com gado Nelory, em Riachinho-MG, e aproveitou à Feira para conhecer mais tecnologias. “Sempre acompanhei este o evento. Venho e busco novidades de implementos agrícolas e maquinários, palestras de pastagens, solo, manejo e alimentação do gado”, explicou.

A Massey Ferguson é outra grande atração da AgroBrasília. Referência no mercado brasileiro de máquinas agrícolas há 57 anos, faz parte do grupo AGCO, que é a maior marca fabricante de tratores da América Latina e a maior exportadora do produto no Brasil.

Os tratores, colheitadeiras e implementos Massey Ferguson são comercializados para mais de 80 países, principalmente África do Sul, Arábia Saudita, Argélia, Argentina, Bolívia, Chile e Venezuela.

Para esta edição, a Massey Ferguson leva seu portfólio de máquinas e implementos agrícolas, com destaques para os lançamentos do: pulverizador MF 8125, a plataforma 9255 Dynaflex, de 45 pés, e as plantadoras MF 500 e MF 700 CFS que, agora, contam com dosadores Precision Planting.

Os produtores que buscam renovação de frota com equipamentos robustos e confiáveis ainda poderão conferir os tratores das linhas MF 4200, MF 6700, MF 7200 e MF 7700 Dyna-6.

Entre as colheitadeiras axiais, serão expostos os modelos MF 9695, da classe 6, MF 9795, da classe 7, MF 9895, classe 8. No segmento de pulverizador, a marca levará, além da novidade MF 8125, de 2.500 litros, o modelo MF 9130 Plus, de 3.000 litros.

Como já foi dito, a Feira tem espaço de produtos que atendem do pequeno ao grande produtor, recebendo todos os anos, potenciais compradores de máquinas. É o caso de Luiz Henrique Pereira de Brasília, com propriedade em São Gonçalo do Abaeté, Minas Gerais, que busca impulsionar o seu negócio com a aquisição de um novo trator.

“Trabalho com silvo pastoril, que é selva com pastagem, no ramo de gado de corte. Busco aqui um trator de até 80 cv e implementos, para auxiliar a produção de gado. Até o fim da Feira, pretendo visitar alguns estandes como a Case, Valtra, New Holland, John Deere e fechar negócio”, ponderou.

Do preparo do solo à colheita, agricultores de pequeno, médio e grande porte encontraram na AgroBrasília, a oportunidade ideal para conhecer as novas tecnologias do campo, e claro, fazer negócio.

 

 

Com recorde de público e negócios, AgroBrasília 2018 supera todas as expectativas

Evento movimentou a região do Planalto Central

IMG 32581

Isabella Cantarino

Chega ao fim mais uma edição da AgroBrasília. E a 11ª Feira Internacional dos Cerrados foi um verdadeiro sucesso. Todas as expectativas foram superadas e os números impressionaram: cerca de 115 mil visitantes passaram pelo Parque Tecnológico Ivaldo Cenci entre os dias 15 e 19 de maio. Foram 440 expositores que apresentaram produtos, inovações, serviços e novidades voltadas ao agronegócio brasileiro.

“A décima primeira edição superou todas as expectativas; foi espetacular. Batemos todos os recordes: de público, expositores e, principalmente, volume de negócios”, avalia Ronaldo Triacca, coordenador-geral da AgroBrasília.

Em relação ao montante movimentado na Feira, o número enche os olhos e mostra toda a pujança da agropecuária da região do Planalto Central e, também, do Brasil: um bilhão e cem milhões transformaram-se em investimentos, maquinário, insumos e muito mais, o que resultará em desenvolvimento para o Planalto Central.

“Superou, e muito, o que a gente imaginava. Temos sempre em mente que a Feira está em constante crescimento e, neste ano, tivemos um incremento muito grande de público. O parque ficou cheio e isso para nós é muito satisfatório”, pontua Leomar Cenci, presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), realizadora da AgroBrasília.

Com o tema ‘Tecnologia Digital em Favor do Campo’, a Feira Internacional dos Cerrados mostrou sua importância para o setor. As empresas levaram para exposição suas máquinas com tecnologias diferenciadas, implementos, insumos com alto valor genético, veículos, pesquisas, além de diversas tecnologias que beneficiam o dia a dia no campo.

Em 2018, muita gente passou pelo Parque Tecnológico Ivaldo Cenci. Produtores rurais marcaram presença, além de profissionais da área, técnicos, estudantes, autoridades, comitivas internacionais, instituições, escolas e visitantes em geral.

Na Área Internacional, comitivas estrangeiras de diversos países conheceram a Feira. Além disso, a Colômbia esteve presente com um estande no Pavilhão de Negócios. O destaque foi para o Dia Internacional, onde foi realizada visita técnica na Agrícola Wehrmann. O público estrangeiro pôde conhecer, de perto, a agricultura do Planalto Central, além de suas tendências e diversificações.

Importantes instituições financeiras do país estiveram na Feira, além de cooperativas da região e instituições públicas e privadas. Na AgroBrasília 2018, máquinas, insumos, pecuária, pesquisa, agricultura familiar, veículos, cursos, palestras e eventos diversificados foram os atrativos.

E por falar em eventos, o auditório Buriti ficou pequeno. O I Fórum das Mulheres do Agronegócio e do Cooperativismo mostrou a força feminina nos setores. Já o V Seminário de Economia Agrícola mostrou a todos as tendências, desafios e oportunidades no que se refere à modernização da agropecuária. E a fruticultura irrigada na macrorregião do Planalto Central foi destaque no II Fórum das Águas do Cerrado.

IMG 34671

No Espaço da Agricultura Familiar, 13 circuitos temáticos apresentaram aos visitantes temas de suma importância para o setor. Além disso, palestras, cursos e soluções para o pequeno produtor marcaram os cinco dias de evento.

“Temos um carinho muito grande pela agricultura familiar e chama a atenção o tanto de público que estava rodando, principalmente no Espaço da Agricultura Familiar, coordenado pela Emater, em busca de tecnologias para serem aplicadas nas propriedades. O DF não é uma região totalmente agrícola e nós vemos muitas famílias e pequenos produtores buscando conhecimento para aplicar em suas propriedades, isso é muito satisfatório”, conclui Cenci.

A 11ª Feira Internacional dos Cerrados chega ao fim com balanço mais que positivo e mostrou a todos a força do agronegócio brasileiro.

Hanashiro se destaca na AgroBrasília 2018 com tecnologias agrícolas

A maior atração foi a nova transplantadeira PH1.WA da Yanmar

Yanmar 2.jpeg

A Hanashiro trouxe ao seu estande na 11ª edição da Feira Internacional dos Cerrados uma série de novidades tecnológicas para o campo com as parceiras: Yanmar, Husqvarna e Agritech.

A Yanmar é uma empresa japonesa que atua há 57 anos no mercado, focada no pequeno agricultor, e trouxe ao seu estande a linha de tratores Solis, com os modelos 60, 75, 90 e 90N, sendo que os números correspondem a cavalagem de potência das máquinas.

Apesar dos tratores Solis serem um grande lançamento, a atenção dos visitantes estava mais voltada para a transplantadeira PH1.WA, que transplanta hortaliças, e promete revolucionar a olericultura, que nada mais é que a área da horticultura que abrange a exploração de hortaliças e que engloba culturas folhosas, raízes, bulbos, tubérculos, frutos diversos e partes comestíveis de plantas.

A PH1.WA promete ser uma máquina de simples operação, sendo um chamariz que facilita a vida do pequeno agricultor, é o que explica Maurício Tidemann Wetzker, promotor e coordenador de vendas Yanmar South américa.

“É uma transplantadeira de hortaliça. Transplanta hortaliças com um canteiro de largura de até 1m20 e altura de 30cm. Alface, brócolis, rúcula, qualquer tipo de hortaliças e mudas. Você consegue plantar a partir de 2.000 mudas por hora, num ritmo lento. Num ritmo confortável, com mais prática, de 3 a 3.500 mudas por hora”, detalhou.

Wetzker acrescentou que tudo isso resulta em economia, facilidade, menos dor nas costas e problemas com mão de obra para o agricultor. O motor da transplantadeira é mecânico, à gasolina, com 4 tempos, não precisa misturar o óleo a gasolina, um tanque de 2,4L, que gera autonomia de até 7 horas, hidráulico, sendo que ela consegue topografar o terreno, só precisando então, abastecer a máquina com as mudas e o aparelho faz o restante sozinho.

A Yanmar também é considerada uma das líderes mundiais de motor à diesel de pequeno porte. Por isso, a mini escavadeira SV08-1A, é mais uma atração do estande. Os modelos de mini escavadeiras Yanmar vão de 1 a 8 toneladas.
Por fim, a Yanmar também disponibilizou na AgroBrasília sua linha de Motocultivadores com 3, 4.2 e 7 cv, além do gerador série YBG, que promete ser econômico, silencioso e compacto.

A Hanashiro não trouxe apenas a Yanmar com novidades para a Feira. A Husqvarna, parceira da Hanashiro há 2 anos, tem 329 anos de mercado e trouxe ao evento uma série de produtos voltados para floresta, jardim, e irrigação, com a linha de motobombas.
A empresa também levou a AgroBrasília 2018 motosserras, sopradores, roçadores a bateria, que é uma novidade do mercado, além dos cortadores de grama de linha giro zero, que são produtos profissionais, que são capazes de realizar manobras em 360º, gerando grande produtividade por baixo custo.

Além dessas novidades, a grande atração do estande Husqvarna está com o robô cortador de grama Auto Mower, que estará disponível para aquisição a partir de outubro. Marcio Stanieski, promotor de produtos da Husqvarna, traz alguns diferenciais do robozinho que estava em demonstração na Feira.

“É um robô cortador de grama, cobre 100% de uma área de até 3.200 m2, programável para manter a grama num nível baixo, a bateria, trabalhando duas horas a cada uma hora de carga, sendo que o robô volta sozinho para a estação de carga ao término do trabalho”, detalhou.
Por fim, a revendedora Hanashiro trouxe a parceira Agritech, que expôs aos visitantes sua linha de tratores de pequeno porte, que vão de 11 a 85 cavalos de potência.

Husqvarna.jpeg

 

Subcategorias